quinta-feira, 11 de novembro de 2010

A Partida




você se foi...

e com você a luz do dia

deixou seu rastro

seu lastro

caminho de luz

na casa

um cheiro de hortelã

ainda perfuma o ar

com sua presença doce

você se foi, assim...

como se fosse

um barqueiro em alto mar

jurando não me deixar



Ianê  Mello

6 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Cara amiga, você escreveu este poema com o coração.
Um grande abraço

Ianê Mello disse...

Sim , Dilmar.

Na verdade criei uma situação fictícia.

Obrigada.

Insana disse...

Como é grande a dor para quem fica

bjs
Insana

Pistoleiro Corvo disse...

Que as ondas do mar o tragam de volta.
Abraços!

Marcelino disse...

Gostei do cheiro de hortelã pela casa.

Ianê Mello disse...

Grata, amigos, pela presença e comentários.

Beijos.