terça-feira, 13 de março de 2012

O TUDO NO NADA




Uma pedra no espelho atirada
consciência desperta


estilhaços de vidro pelo chão
em pedaços de ego
espalhados num quebra-cabeça


destruído o ego
desmaterializo-me

una com o  Universo
centelha divina

fluidifico-me

torno-me Tudo
Nada sendo


Ianê Mello

   
*
Crédito de Imagem:  Pintura de Pavel Mirchuk
________

MANTRA

Snatam Kaur ~ Mere Raam
http://www.youtube.com/watch?v=xfJKKxnSJvQ
__________ 





3 comentários:

Débora Marinho disse...

Ianê,

Que lindo seu blog! Vim visitá-lo via Luzia Porto e fiquei encantada! Belos poemas num ambiente tão bem cuidado, sublime...

Vou aos poucos lendo seus poemas aqui e conhecendo seu trabalho.

Parabéns!!!

Beijos,
Débora Marinho

Ianê Mello disse...

Fico feliz por sua vista e gosto, Debora. Seja bem vindo aos meus labirintos.
Grande abraço.
NAMASTÊ!!!

REI NA CAVERNA disse...

olá, estou iniciando meu blog e quero dizer que adorei os seus. abraço blog: cavernamagica.blogspot.com.br