quinta-feira, 26 de abril de 2012

CONSUMAÇÃO DE UMA EXISTÊNCIA






Quando a noite vem
e a lua alta brilha
um tapete de estrelas
ilumina o azul do céu

estranho sentimento
de mim se apodera
ao apreciar tamanha beleza

com o coração embevecido
exatasiada e perplexa penso:

“sou tão pequena
diante dessa imensidão
como um grão de areia
na vastidão do deserto”

o mundo gira
independente de mim
a vida segue seu curso
...

minha existência
é tudo que tenho
é muito, bem sei
...

é um  presente, uma dádiva

mas o sentido por vezes me falta
o porque de estar aqui

nesse momento
sinto-me tragada pelo céu
não me pertenço mais
diluo-me e me perco

não sou nada
nesse tudo que me consome



Ianê Mello



Foto de Pavel Mirchuck.

2 comentários:

Alice disse...

a primeira emoção: encantamento...parabéns pelo seu blog, voltarei a visitá-lo ! fica o convite para conhecer o meu: http://lagartaechapeleiro.blogspot.com.br/
Abraços diretamente do país das maravilhas =)

Bruna Araújo disse...

Adorei o blog, muito lindo, amei tudo. Parabéns mesmo, vou sempre estar aqui (:

ontendency.blogspot.com