quinta-feira, 21 de outubro de 2010

A Partida



A saudade
em meu peito ancora
Faz morada
Angústia de um querer
à distância
Seu olhar no meu
se faz ausente
Não mais sinto seu beijo
em meus lábios
Sua voz já não escuto
a dizer carícias
Você se foi
com o sol da tarde
Em mim, o vazio...
Você se foi
e levou consigo
Parte de  mim,
meu abrigo
A paz que se fez
nesses dias claros
Breve será seu retorno
e por ele espero
e anseio
Você em mim
na eternidade
de meus sonhos.


Ianê Mello 

4 comentários:

Solange disse...

palavras que me fazem pensar se um dia terei os beijos do meu amor, mesmo que em sonho..

bjs.Sol

Ianê Mello disse...

Solange,

desejo que os tenha, minha amiga.

Grande beijo.

Dilmar Gomes disse...

Poema bem construido, amiga.
Um grande abraço

Ianê Mello disse...

Obrigada, Dilmar.
Seja bem vindo.
Abraço.