segunda-feira, 10 de setembro de 2012

DESEJO INALCANÇÁVEL



Em linhas sinuosas do teu corpo
mulher envolta em mistérios
na tez clara e aveludada
na suavidade de teus movimentos

presença que tarda em noites vazias
no corpo o frio tremor da distância
no olhar longínquo
o  vislumbrar de  teus  sonhos

Mulher
fogo em brasa
atenuado na solidão das horas
que escorrem mansamente em dedos longos

Mulher
ardente paixão
cultivada nas madrugadas eternas
embebidas em cálices de vinho tinto

Mulher
que distância te encontras do meu convívio
do meu corpo que clama pelo teu
do olhar  aceso que te persegue enquanto não vês?

Mulher
quanto querer te basta
para que eu possa ao menos
sentir teu breve olhar pousar no meu?


Ianê Mello

(10.09.2012)

*
Pintura de F
ulvio de Marinis

3 comentários:

Dulce Morais disse...

Inalcançável, assim foi descrito o desejo, mas permitiu alcançar beleza nos versos e pureza nos sentimentos!

Ianê Mello disse...

Feliz por seu comentário. Volte sempre. Bjs, querida.

Albuq disse...

Belos versos Ianê!