quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Falsa Imagem




Cai dessa pose
será que você não vê
orgulho não leva a nada
somos todos iguais
carne e osso
filhos do pó de estrelas
nascidos para brilhar
então me olha
e me vê
além da aparência
sou humana como você
tire a máscara da vaidade
que sua face encobre
mostra seu eu verdadeiro
sua essência mais nobre
pois no fim de tudo
pó que somos
ao pó retornaremos


Ianê Mello

4 comentários:

sidnei olivio disse...

Simples, direto, tocante, brilhante... Beijo.

Ianê Mello disse...

Grata pela visita.
Volte sempre.
Abraços.

Ernâni Motta disse...

Ianê, querida, como sempre você me deixou encantado, com a sua poesia. E tomei a liberdade de reproduzi-la, no meu blog. Espero que não fique zangada comigo por isso. Felicidades e muito sucesso para você.
Beijos,

Ianê Mello disse...

Olá,Ernani, sempre bom receber sua visita.
Fique a apara reproduzir meus sempre que quiser, amigo, é um prazer.

Felicidades e sucesso em dobro para você.

Bjs.