quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Ao Som do Violino

 Pintura de Rene Bohet " O Violinista"



Ah...essas notas suaves e harmônicas
como um lamento que provêm da alma
Fazem meu coração bater com mais vagar
e meu pensamento silencia
ao ritmo dessa harmônica melodia

Seus olhos brilham quando tocas,
dominados pela emoção
Parecem banhados em lágrimas,
pela paixão por aquilo que fazes
O arco desliza nas cordas com precisão
e suas mãos, embora grandes,
conseguem exprimir notas 
de extrema delicadeza

É um dom que herdaste da natureza
que contagia a todos com sua beleza
Música que a alma inebria
deixando o coração mais leve
e repleto em paz e harmonia.



Ianê Mello

4 comentários:

Priscila disse...

Adorei seu blog. poesia linda, tao delicada.

Ianê Mello disse...

Priscila,

fico feliz que tenha gostado.
Já conheceu os outros?

Seja muito bem vinda.

Beijos.

... disse...

a musica é td, td ainda mais para poetas, é la k vem grande parte da minha inspiraxao

Ianê Mello disse...

É verdade, a música é uma grande fonte inspiradora.

Já conheceu meu blog de vídeo-poemas?

Vá conhecê-lo.

Um abraço.