quarta-feira, 9 de junho de 2010

Calmaria




Quando tudo cala
e é só silêncio
A paz que dentro se instala
Não é necessária a fala
Não faz sentido a voz
Tudo é calma
A alma  se manifesta em luz
com seu clarão iluminando o caminho
E tudo se faz simples
Os olhos do coração se abrem
e o amor se manifesta
Tudo é silêncio e Luz.


Ianê Mello








7 comentários:

Lara Amaral disse...

Bonito poema, Ianê, e a pintura do Vino é muito linda!

Beijos nos dois.

Lídia Borges disse...

A voz suave do silêncio aqui descrita com ritmo e rima agradáveis.


Um beijo

Sonhadora disse...

Minha querida
Como parece fácil...no teu poema.
Adorei.

Beijinhos
Sonhadora

VINO MORAIS - ARTISTA PLASTICO disse...

Lindo Ianê,a sua poesia é sempre um grande alimento para a alma e quanta luz transmite,adorei,beijos.

Insana disse...

Como é lindo quando gritamos o silencio..

Bjs
Insana

Solange disse...

pura emoção..lindo..
bjs.

Ianê Mello disse...

Obrigada a todos os amigos pela presença e comentários.

Lembrem-se sempre que de vocês vem, através da admiração e carinho expressos,toda a inspiração que necessito.

Grande beijo.