quinta-feira, 23 de junho de 2011

INCOMUNICABILIDADE

Pintura de Iman Maleki


fresta aberta
no escuro recinto
onde luz amarelada
se faz notar
todo o mais é breu
nada se vê
nem se ouve
nesse templo de ninguém
nenhuma voz
nenhum rumor
nenhum ruído
parece reinar a paz
mas paz não há
o que há é ausência
supressão de emoção
isolamento mútuo
há pessoas na casa
sim, há pessoas lá
cada qual perdida em si
em seu egoísmo
em seus interesses
em suas próprias dores
uma família poderia ser
mas a palavra engasgada
o grito sufocado
a palavra não dita
aquela que se perdeu
na boca entreaberta
palavra que talvez
nunca mais, nunca
seja pronunciada.



Ianê Mello

6 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Amiga, estou passando por aqui para apreciar a tua arte e para deixar o meu abraço.
Tenha uma boa noite.

cidinha disse...

Ólá Ianê! lindo seu blog.Belo post e lindas imagens.Gostei muito de passar por aqui.Abraços.

Solange disse...

passando por aqui pra matar a saudade...
lindo demais!!

bjs.Sol

Ianê Mello disse...

Obrigada, Dilmar, sempre presente.

Bjs, meu amigo.

Ianê Mello disse...

Cidinha, seja bem vinda!

Que bom que você gostou dos meus labirintos!

Bjs.

Ianê Mello disse...

Solange,
sempre por aqui, com sua presença amiga.
Obrigada, querida.

Bjs.