quarta-feira, 31 de março de 2010

Evolução do Ser




Estar aqui
Inteira
Ser em cada  momento
O que preciso
Vir a ser
O que necessito

Esse ser em constante mutação
Não instável, mas em eterna busca

A cada sorriso
A cada lágrima
Um novo recomeço

Fortelecida a base
Os vôos se tornam mais altos
E o limite...
...é o céu


Ianê Mello

9 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

A vida é um recomeçar a cada dia. Um segundo que passa não é igual ao outro. Viver é ser mutante , estar disposto a encarar todos os desafios que ela nos impõe.
Beijos

Ianê Mello disse...

Wanderley,

Com certeza, amigo, pena que nem todos se dão conta disso.

Beijo grande.

Solange disse...

eum beijo de saudade querida ..

Ianê Mello disse...

Solange

Obrigada, querida, pela presença.

Beijo grande.

IVANCEZAR disse...

Ianê:
Dentre todos os pensadores antigos, escolhi Pitágoras como meu "favorito", mas na sequencia, com certeza, vem Heráclito.
Sua concepção do movimento como motor do mundo é algo muito especial ... quiçá mais que isso ... e estet teu poema nos insta ao movimento ....
Beijo e bom feriado !

Ianê Mello disse...

Ivan,

obrigada , meu amigo pela presença e excelente comentário.

Bom feriado.

Grande beijo.

O Renascimento da Vênus - Mamafrei disse...

My dear...vc não sab como é custoso acessar o seu lindo blogger e tentar imprimir nele minhas emoções...coisas da net q não sei explicar. Mas, como sou taurina, sou persistente e cá estou a lhe escrever...rsrsrs

Amei esse teu poema: EVOLUÇÃO DO SER. O por vir deve ser uma contínua busca por nós mesmos!E que misteriosa, enigmática, labiríntica busca! Essa busca é que nos move e comove! Aprender de vez enquando, descobrir SEMPRE!

bjos na alma, querida Ianê.

Ianê Mello disse...

Oláaaaaaaaa!!!!!!!!!

Caramba, que bom te ver por aqui!

Estranho... Lamento muito por isso!

Obrigada, querida, pela persistência.

Grande beijo, minha amiga.

Felipe A. Carriço disse...

Não existe limites para quem almeja o céu.