sábado, 13 de março de 2010

Um Ser no Universo

Pintura de Van Gogh - Starry Night Over the Rhone




É noite...
As estrelas brilham no céu
Observo as constelações
A lua, branca e altiva, resplandece
Uma belísima noite enluarada!
Me indago sobre quem sou eu
nesse vasto universo
Que lugar ocupo nessa imensidão
Eu, daqui, me sinto tão pequena
Abraçada por esse infinito céu tão vasto
e ao mesmo tempo que acolhida,
meio perdida diante de tamanha manifestação
Sentimentos contraditórios
que me invadem e me fazem refletir
Quem sou?
Qual o meu real papel nesse Universo?
Por quê estou aqui?
Para quê aqui estou?
E a noite, alheia à minhas indagações,
se faz cada vez mais bela
Independente de mim, do meu sentir
o céu lá estará grandiosamente azul
As estrelas continuarão a brilhar
e a lua... ah...a lua talvez sorria de mim.


Ianê Mello




Meu amigo Leonardo B me fez lembrar essa linda canção
" Starry, starry nigtht" de Don Mac Lean( versão traduzida)








12 comentários:

Solange disse...

QUE LINDO IANÊ...
eu entrei no teu poema..
bjos...
que bom que vc existe.

Ianê Mello disse...

Solange, que bom que compartilhamos essa emoção.

Obrigada, querida!

Penso o mesm o sobre você.

Com meu carinho.

Leonardo B. disse...

[aqui vai uma maldade, até porque essa uma das canções da minha vida:

Starry
starry night
paint your palette blue and grey

look out on a summer's day
with eyes that know the
darkness in my soul.
Shadows on the hills
sketch the trees and the daffodils

catch the breeze and the winter chills

in colors on the snowy linen land.
And now I understand what you tried to say to me

how you suffered for your sanity
how you tried to set them free.
They would not listen
they did not know how

perhaps they'll listen now.

Starry
starry night
flaming flo'rs that brightly blaze

swirling clouds in violet haze reflect in
Vincent's eyes of China blue.
Colors changing hue
morning fields of amber grain

weathered faces lined in pain
are soothed beneath the artist's
loving hand.
And now I understand what you tried to say to me

how you suffered for your sanity
how you tried to set them free.

... ouvir uma vez por dia, também não faz nada mal; muito antes pelo contrário!]

um dez cem meus abraços, Ianê

Leonardo B.

Sonhadora disse...

Passei para deixar um beijinho.

Sonhadora

Ianê Mello disse...

Leo,

Amo essa canção.
Ela fala sobre um dos meus artistas preferidos "Van Gogh".

Tenho um poema sobre ele aqui.
É só procurar pelo nome dele próprio.


Com certeza, ouví-la nunca fará mal.

Obrigada pela idéia.

Muitos abraços, com minha amizade.

Ianê Mello disse...

Sonhadora,

obrigada, sonhadora.

Bjs.

Lara Amaral disse...

Ainda bem que há a natureza para calar nossos questionamentos e nos deixar somente a contemplá-la.

Beijos!

Wanderley Elian Lima disse...

Olá
Essas indagações também me ocorrem, mas indiferente a elas vou tentando viver de acordo com a minha consciência.
Beijos

Ianê Mello disse...

Larinha,


é verdade, a natureza nos acalma e revigora.

Grande beijo.



Wanderley,


é o que devemos, sabiamente, fazer, amigo.

Apareça no Diálogos.

Grande beijo.

IVANCEZAR disse...

O drama existencial que provocou os filósofos ao longo de milênios, ainda fascina e desafia o poetar. Beijo amiga !

Ianê Mello disse...

Ivan,

é verdade, o drama existencial sempre causou polêmicas.

Beijo, meu amigo.

Erli Alves Mendonça disse...

Deus te abençoe! já sou mais uma seguidora.