quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Essa tal felicidade



Quer mesmo saber
como me sinto?
Tenho fome de viver
não minto.

Fome de algo
que me falta
Nem sei bem o que
Algo que preencha
que ocupe essa lacunas

Não quero me entupir
de falsas promessas
de palavras vãs
Pra quê a pressa?

Pra quem já esperou tanto
mais um pouco
não faz diferença
Só não quero
perder a esperança

A vida se encaminha
e eu junto
Às vezes a levo
noutras por ela sou levada

Mas não é assim que funciona?
Não há fórmulas milagrosas
de bem viver
e a felicidade é apenas
mais uma palavra
de algo que se busca alcançar

Ela tem forma?
Tem cheiro?
Tem cor?
Tem sabor?

Se forma ela tivesse
poderia ser o sol
e para outros a lua
Se tivesse um cheiro
poderia ser de Jasmin
ou quem sabe de chuva
Amarelo ela seria para alguns
e azul anil para outros
Poderia ter o sabor do pêssego
ou talvez de fruta-pão

Na verdade,
a tão procurada felicidade
para cada um teria um sentido diverso,
que atenderia aos seus próprios desejos
Que cada qual a busque da melhor forma,
seguindo seu coração,
mas sem perder a razão,
sem esquecer o repeito pelos demais.

Em sua diversidade, em sua individualidade,
cada qual a idealiza de uma forma
ou sequer consegue idealizá-la,
por questões de foro íntimo, de conflitos internos
Mas uma coisa é certa e de senso comum:
o direito de desejá-la e de obtê-la
Esse sim, é universal.


Ianê Mello


OBS: Da mesma maneira que se pode ver diversas formas dentro dessa mesma imagem, assim é vista a felicidade por cada um de nós. Assim cada um de nós a sentimos, de um modo único e particular.
Essa visão, que difere de pessoa para pessoa, deve ser respeitada e a cada um deve ser dado o direito de adquirí-la, tendo-se o bom senso de que nessa busca os limites do outro devem ser respeitados.

23 comentários:

marinaCavalcante disse...

Também desejo "Que cada qual a busque da melhor forma, seguindo seu coração, mas sem perder a razão, sem esquecer o repeito pelos demais."

Um bonito texto. Abraços, Ianê!

Marcelo Mayer disse...

ótimo! regaste de um tempo que vale muito a pena

Rafael Castellar das Neves disse...

"Prometedores" deveriam ser seguidos e presos por falas promessas que ignoram os prometidos...

Abraço,

Rafael

Adolfo Payés disse...

Maravilloso poema.. que placer pasar a leerte..

Un beso con cariño

Un gusto leerte siempre..

Un abrazo
Saludos fraternos..

Akhen disse...

Ianê

Não digo nada porque se dissesse teria que repetir o post.
Era tão bom para todo o mundo se entendessem que tudo se deveria passar assim.
Para mim é tudo isso que está escrito mais um pequenino pormenor,
ser Feliz ao ver a Felicidade dos outros.
Ianê,se tiver tempo, no Navegando nas Palavras, postagem de Setembro, leia "Fala do Homem para o homem".

Um beijo

Paz e Luz no seu caminho

AnaMar (pseudónimo) disse...

E porque a felicidade é um estado de alma...desejo que a sua esteja sempre feliz.
Bj

Ianê Mello disse...

Marcelo,

com certeza.

Beijos

Ianê Mello disse...

Rafael,

feliz em te ver por aqui.

Volte sempre.

Beijos.

Ianê Mello disse...

Amigo Paez,

Un abrazo con cariño.

Obrigada.

Ianê Mello disse...

Akhe,

com certeza, meu amigo, ver as pessoas felizes, para os que tem o coração bom, já traz em si a felicidade.

Um beijo.

Paz e Luz, sempre, meu amigo!

Ianê Mello disse...

AnaMar

Obrigada, amiga, o mesmo desejo à você.

Grande beijo.

Solange disse...

estamos sempre em busca de alo..e a felicidade está no topo da lista!!
bjs minha querida amiga..

Ianê Mello disse...

É verdade, querida Solange.

Só que a noção de felicidade difere tanto de uma pessoa para a outra, não é mesmo?

Feliz por sua presença e comentário.

Beijos amiga.

Vieira Calado disse...

Pois sim.

Tenho de aprender a explorar esse youtube...

Beijinho

Kanauã Kaluanã disse...

E como não há fórmulas... penso no que disse a Adélia Prado, e que a mim alimenta:

"Não quero faca
nem queijo.
Quero a fome."

Beijos.

IVANCEZAR disse...

Voce - uma mulher tão bonita - (carinha de menina ) e escreve um texto tão intenso ...
Verdadeiro e que toca fundo , porque instiga à procura pelo encontro (quiçá interior) ...e todos os desencontros que conduzem ao grande encontro ....
Excelente !

Felipe A. Carriço disse...

A felicidade é igual gosto... e não se discute.

Ianê Mello disse...

Vieira Calado

Fico feliz por sua visita.

Em visita ao seu blog, tornei-me seguidora. Gostei muito de suas poesias.

Você está tendo dificuldades em acessar os vídeos?
Pode acessá-los pelo próprio blog também.
às vezes, demora um pouco para carregar.

Beijos.

Ianê Mello disse...

Katyuscia

Gosto muito da Adélia.

Boa síntese do poema.

Prazer tê-la por aqui.

Beijos.

Ianê Mello disse...

Ivan,

obrigada, amigo, pelo carinho.

Beijos.

Ianê Mello disse...

Felipe,

você sintetizou meu poema.

Valeu pela visita e comentário!

Beijos.

Marcelo Novaes disse...

Ianê, querida,



Se um dia vc for apresentada a ela, por favor me conte.




Beijos,









Marcelo.

Ianê Mello disse...

Marcelo

Façamos um trato: quem for apresentado à ela primeiro, apresenta para o outro, tá?

Valeu, amigo!

:)


Beijos.