domingo, 31 de janeiro de 2010

Teia de Emoções




Poesia
Catarse da alma
Expurgo da dor
Alivio e conforto
Expressão do amor
Palavra - sentimento
Que pulsa e vibra
Colorindo o branco do papel
Poeta que se diz
Na vida eterno aprendiz
Esculpe seus  sonhos
Sonha paixões
Tece no sentir
Sua teia de emoções


Ianê Mello 

8 comentários:

Lara Amaral disse...

Só escrevendo mesmo para saber...

Muito bom o poema! Beijos!

Ianê Mello disse...

Larinha,

que bom que você apareceu!

Obrigada.

Beijos.

reltih disse...

bello, bello, escrito. me encantó.
besos

Ianê Mello disse...

Reltih,

sua presença é importante.

Obrigada pelo carinho.

Bjs.

Felipe A. Carriço disse...

Ianê, com tantos braços você só pode ser a aranha a tecer.

Me ensine a técnica para dobrar o tempo.

Ianê Mello disse...

Rsrsrsrs...

Felipe, você não é fácil....

Olha, amigo, o tempo é o mesmo que o de todos, mas eu priorizo o que gosto de fazer.

Trabalho todos os dias e chego quase à noite. E é à noite que a aranha tece a sua teia...

Sacou?

Beijos.

Luiza Maciel Nogueira disse...

tecer com palavras :)

bjs

Ianê Mello disse...

Bom te ver aqui, querida Luiza.
Grande beijo.