domingo, 10 de janeiro de 2010

Na retina de meus olhos





 Pintura  - Bira Camara



E a imagem da mulher persiste
na retina do meu olhar
Como se frente a mim estivesse
E em minha mente insiste
em presente se fazer
Como se ela soubesse
do desejo em meu olhar
Como se ela pudesse
em minmha mente penetrar
... Seus olhos a me fitar

 

Quase posso sentí-la
Quase possso tocá-la
Sua pele alva e pura
Belas formas de ternura
Formas belas de mirar
E o desejo posso sentir
na boca que se entreabre,
na febre que me arde,
no coração a pulsar
Na paixão que em mim lateja
pungente, quente, ardente

 

Ah! Se essa mulher eu tivesse
em meus braços
por um segundo sequer
eu seria o seu rei
e ela minha rainha
A faria minha mulher
e nada mais existiria
apenas eu e ela
e a calmaria
de dois corpos saciados
deitados, lado a lado,
no amor descansados


Ianê Mello


Reciclado para  Fábrica de Letras  à 10 de janeiro de 2010.

Tema : Beleza


Diálogo poético.Participação especial do meu amigo- poeta.



À Estrela do Infinito


... és fábula, e força desta vida?!
Sou epífita: laço-de-amor ao luar.
Na afasia canto-lhe melodia estelar,
num vinil vivo as ondas vencidas!...

Ao içar idéias ignotas, querida,
anoiteceu no idílio do meu mar.
Dei-lhe o desejoso anel a brilhar,
... e no vídeo estava a saída!

Medito num mundo multicor,
encontro energia do teu amor:
- No número do mesmo azul do Céu!

Como idólatra e lobo a rugir;
construo o castelo para o porvir...
... inquieto, sinto teu favo de mel!



Machado de Carlos

http://ilove.terra.com.br/autores/texto.asp?idpi=2017 



Diálogo Poético. Participação especial da minha amiga-poeta.


Clara Névoa




Se meus olhos enxergassem
através da brancura espalhada
por tua neve que cai até avolumar-
se na altura de meus joelhos

estaria demasiadamente entregue
às tuas províncias lacônicas
que me redescobrem em telas
predominantemente impressionistas.

Se minhas pupilas rasgassem
toda tua escuridão e dilatassem
em pleno breu teu nu, pintar-te-
ia nessa tua pose de Nova Vênus.

Fechando os olhos, concentro-te
em minhas têmporas, e sei que
poderia te ver, não fosse tua ausência
acortinada um palmo à minha frente.



Lara Amaral 

31 comentários:

marinaCavalcante disse...

Parabéns, Ianê!

Está realmente lindo!!!

Abraços e estou esperando sua visita!

Ianê Mello disse...

Marina,

fico feliz que tenha gostado.

Já estive no seu blog e deixei até mensagem, querida.

Veja lá!


Beijos.

Wanderley Elian Lima disse...

Amor e desejo em um só poema. Adorei.
Beijos

Lice Soares disse...

Ianê,
Vim correndo pegar meu selinho.
Obrigada e parabéns pelos vídeos. Lindos!
Bjs.

Ianê Mello disse...

Wanderley,

obrigada, amigo.

Beijos.

Ianê Mello disse...

Lice,

Obrigada pelo seu carinho, querida.

Beijo grande.

Sr do Vale disse...

Por mais que queira dissipar essa imagem, o desejo é mais forte, corroe, moe, remoe e substâncialmente é o quente a penetrar a retina, e deixa-me pendurado ao fio da miragem, criada em minha mente.

Ianê Mello disse...

Sr. do Vale

Amei a complementação ao meu poema.

Vou postá-la junto à ele.

Um beijo.

Nydia Bonetti disse...

Tá lindo o blog, Ianê. Vou ler e ver tudo com calma.

Boa semana, beijo!

Ianê Mello disse...

Nydia,

obrigada, querida.

Depois visite os outros.

Boa semana, beijão.

MZ disse...

A beleza está no olhar e no sentir de cada um...
A paixão por uma mulher, transforma a sensualidade e o desejo no mais belo sentimento, O AMOR!



(encontrei-a na Fabrica de LEtras)

Ianê Mello disse...

MZ,

Concordo com você.

Que bom que você me encontrou lá e veio visitar-me.

Seja bem vinda.

Bj.

Rafaela Figueiredo disse...

Ianê, simpatissíssimma,
gostei, particularmente, da segunda estrofe.
a fusão dos elementos concretos/abstratos, no desejo de se tocar a imaginação é algo q me encanta!
e ficou bem feito! =)
muito bonito o poema todo. gostei do eu-lírico masculino tb..

um beijo

*acho q meus comentários estão voltando, mas caso forem uns 3.. apague. rs

Eduardo Marculino disse...

Parabéns pelo trabalho que realiza neste espaço.
Escolhi como Blog da Semana no Historia Viva, caso desejar retire o selo no endereço http://historianovest.blogspot.com/2010/01/blogs-da-semana_11.html

Parabéns

Ianê Mello disse...

Rafaela,

me agrada também essa fusão.

O eu-lírico masculino é bem interessante quando aflora.
Procurar ver e descrever com um olhar masculino.
Afinal, temos os dois lados presentes em nós, feminino(anima) e masculino(animus).
Então, porque não expressá-lo?

Obrigada pela visita.

Volte sempre.

Grande beijo.

Ianê Mello disse...

Eduardo,

o que posso dizer a não ser que me sinto gratificada com tal reconhecimento e homenagem.

Muito obrigada..

Já postei o selinho no blog com muito carinho e satisfação.


Parabéns à você também pelo excelente trabalho em seu blog e pelo incentivo dado através dessa homenagem na blogosfera.


Grande abraço.

Braulio Pereira disse...

és luar de dia sempre que te vejo...és sonho que me trousse o vento...
desejo..
estás sempre no meu pensamento..


beijos...

Iara na Janela disse...

seus versos fluem com uma naturalidade de vulcão!

tá lindo o novo visual!

beijos...

Ianê Mello disse...

Braulio,

obrigada pelo lindo verso.

Volte sempre.

Beijos.

Ianê Mello disse...

Iara,

saudades de você no meu recanto.

Muito bom vê-la aqui.

Volte sempre, querida.

Beijos.

.Leonardo B. disse...

[fosse deserto de areia, fosse deserto de mar em ondas salgadas, fosse deserto de céu em vento enfunado, fosse fogo ou alma penada, a tua palavra renasceria sempre, porque acontece; é assim a poesia]

um imenso abraço, Ianê
abraçimenso e carinho

Leonardo B.

aqui, estou e estarei

Ianê Mello disse...

Leonardo,

Obrigada pelo sensível e poético comentário, meu amigo.

É bom saber que amigos assim sempre estão por perto, com seu carinho e presença.

Um "abraçimenso", com meu carinho.

A.S. disse...

Ianê...

É uma delicia ler-te!
Palavras que libertam e incendeiam num apelo sensual irreprimivel!

Beijos...
AL

Machado de Carlos disse...

À Estrela do Infinito

http://ilove.terra.com.br/autores/texto.asp?idpi=2017

... és fábula, e força desta vida?!
Sou epífita: laço-de-amor ao luar.
Na afasia canto-lhe melodia estelar,
num vinil vivo as ondas vencidas!...

Ao içar idéias ignotas, querida,
anoiteceu no idílio do meu mar.
Dei-lhe o desejoso anel a brilhar,
... e no vídeo estava a saída!

Medito num mundo multicor,
encontro energia do teu amor:
- No número do mesmo azul do Céu!

Como idólatra e lobo a rugir;
construo o castelo para o porvir...
... inquieto, sinto teu favo de mel!

Ianê Mello disse...

Al,


seja sempre bem vindo.

Obrigada pela visita.

Beijos.

Ianê Mello disse...

Machado de Carlos,

que lindo poema!

Volta na página e veja uma surpresa.


Obrigada pela poética participação.


Beijos.

Lara Amaral disse...

Perfeitos poemas, o seu ficou maravilhoso!

Bela imagem tbm.


Estranho que não estou vendo suas atualizações no leitor rápido dos blogs que sigo.

Lara Amaral disse...

Clara Névoa

Se meus olhos enxergassem
através da brancura espalhada
por tua neve que cai até avolumar-
se na altura de meus joelhos

estaria demasiadamente entregue
às tuas províncias lacônicas
que me redescobrem em telas
predominantemente impressionistas.

Se minhas pupilas rasgassem
toda tua escuridão e dilatassem
em pleno breu teu nu, pintar-te-
ia nessa tua pose de Nova Vênus.

Fechando os olhos, concentro-te
em minhas têmporas, e sei que
poderia te ver, não fosse tua ausência
acortinada um palmo à minha frente.

Ianê Mello disse...

Larinha,

Maravilhoso poema!

Estou postando no blog.

Beijos, querida.

Nilson Barcelli disse...

Este é um dos meus preferidos, querida amiga.
Beijão.

Ianê Mello disse...

Obrigada,

amigo, você ajudou bastante com a escolha.

Bjs.