domingo, 11 de outubro de 2009

Reluzir


      


Palavras que alumiam
como sóis
a escuridão da noite
Clareando sentimentos
pelo tempo embotados
Iluminando a escura estrada
como faróis
Revelando em si
segredos camuflados
em sótãos escuros da mente
Amores guardados
trancados na dor da perda
Catarse da alma
que remedeia as feridas
restaurando a calma


Ianê Mello



Poesia inspirada em " Eclipse " de Fred Mattos .




8 comentários:

Lou Vilela disse...

O Fred é um excelente poeta! Boa escolha! Você nos brindou com um belo diálogo!

Obrigada pela visita e pelo link!

Abraços,
Lou

Ianê Mello disse...

É verdade Lu, ele é um maravilhoso poeta.
Sempre inspirador.

Fico feliz que tenha gostado.

Agradeço sua visita e ficarei feliz se me acompanhar pelos labirintos de minh'alma.

Fique à vontade para enriquecer meus poemas com suas impressões e sentimentos.

Abraços poéticos,

Ianê

Mai disse...

Olá, Ianê.

Gosto da palavra 'alumia'.

Grata por vires ao 'inspirar-poesia'.

Abraços e boa semana.

Ianê Mello disse...

Obrigada pela visita e pelo comentário.

Seja bem vinda aos labirintos de minh'alma.

Abraços e boa semana para você.

Yaya,Mim,Mima disse...

Manguinhassss,você captou bem a imagem....
Como sempre,arrazou!!!!!!
bjos

Fred Matos disse...

Eu não havia visto o seu comentário, nem o recado, Ianê. Peço-lhe que me desculpe.
Deixa-me muito contente que o "Eclipse" tenha servido de inspiração para este teu belo poema.
Obrigado.
Bom domingo
Beijos

Ianê Mello disse...

Tudo bem, Fred.
Eu lhe avisei porque percebi que não devia ter visto.
Eu é que agradeço, pois foi realmente uma fonte de inspiração para mim.
Bom fim de domingo.
Bjs

Ianê Mello disse...

Min

Obrigada, filha!
Bjs