domingo, 4 de outubro de 2009

Alma em Versos




A noite avança
e a madrugada se aproxima
fecunda e propícia à novos versos
Momento em que me entrego
a minha alma que pulsa
e busca expressão no branco papel
Do meu corpo se liberta e ganha vida própria
ultrapassando os limites do cansaço
Resignada, deixo essa paixão me dominar
e as palavras vão ganhando forma
Às vezes me vêm como um rio que flui
trazendo em mim a calmaria
Outras como um maremoto
num tremor de emoções contidas
Minha alma, então, assim se liberta
deixando em mim a sensação
de estar cada vez mais perto
da minha verdadeira essência.


Ianê Mello

5 comentários:

Marcelo Novaes disse...

Ianê,



Esse é, em essência, um poema-de-bailarina.




;)






Beijos, amiga.






Marcelo.

Marcelo Novaes disse...

Ps. Vc poderia colocar seu e-mail no seu perfil.


De qualquer modo, pode mandar um "oi" para o meu e-mail, se quiser. Assim poderia me comunicar contigo também fora [e para além] dos comentários.





Beijos,






Marcelo.

Yaya,Mim,Mima disse...

É,mãe...
To vendo você nessa poesia...
Rsrsrs...
Bom,linda D+!!!!!!
Estou sem palavras!!!!!!
E até que diria cem palavras sobre ela,mas não sei nem o que dizer de tão linda e singela.

Ianê Mello disse...

Yasmin,minha querida filha

Fiquei super feliz com a sua visita e adorei seu comentário.Volte sempre para me visitar.

Beijinhos.

Bruna disse...

Oiee....
adorei as musicas ali em cima...
gostaria de saber como baixa-las!!!
se póssiveeel...

muito bom gosto!!!!
adoorei

parabéeens
Beijos
BRUNA - MATO GROSSO :D