sábado, 31 de outubro de 2009

Versos dentro da Noite







 
 A noite cai e me devora
com seus olhos cálidos
e meu corpo em brasa
se entrega a volúpia
Em seus braços serenos
a imaginação cria asas
explodindo em palavras e versos
tal qual estrela cadente
iluminando o firmamento
apenas por um instante breve
um ínfimo momento
enquanto a alma suspira
ao som do pensamento
que transborda no branco papel
inundado de sentimento


 


Ianê Mello








Ouça : Yanni - Butterflydance

3 comentários:

Felipe disse...

Pô! Paixão pura!!! *_* Que calorrr!!! Hahaha

Pan y vino disse...

Mas esse " ínfimo momento" ilumina por muito e muito tempo o branco do papel: contraditório? não. Poético!

Ianê Mello disse...

Obrigada pela visita e comentário.