terça-feira, 20 de outubro de 2009

Um Corpo que cai...








Corpo
que cai
assombroso
espanto
pequeno
sórdido
sem pranto
em agonia
se esvai
na noite
fria
treme
trêmula
lâmina
que corta
a pele
sangra
agoniza
em morte
lenta
 
 

Ianê Mello
 




5 comentários:

Yaya,Mim,Mima disse...

Nossa...Que aptidão!!!!!
Parabéns...
Atingiu ao alvo.

Ianê Mello disse...

Que bom que você gostou!
Bjs

Tiago F. Moralles disse...

Hitchcockiano.

Ianê Mello disse...

Obrigada pela sua visita, Tiago.

Boa observação...

Excelente filme de Hitchcock por sinal.

Um abraço

Felipe disse...

Hummm! Uma idéia! No final poderia ser em vez de lenta... súbita! Pra dar um desfecho forte! Hehehe Mas entendi o sentido que você quis colocar... muito maneiro o layout! ;-D