terça-feira, 3 de novembro de 2009

No Velho Porão da Memória





O sorriso estampado no rosto
que a foto captura num flash
ao desatento pode enganar
fazendo pensar que é alegria
e não um sorriso imposto
apenas para a foto posar

O retrato de um momento
de um átimo de segundo
em que o sorriso se fez
E o rosto se faz máscara
que o breve instante registra
numa polaróide qualquer

E o que fica é o registro
que o falso sorriso eterniza,
como fosse uma pintura,
quem sabe uma Monalisa

E o tempo se encarregará
de torná-la esquecida
numa gaveta qualquer
em qualquer canto da casa
em qualquer parte da vida
resguardando a estória

E o sorriso que era falso
na foto amarelecida
para sempre estará
no velho porão da memória


Ianê Mello


Ouça: Leoni "Fotografia"



Reciclado para   " Fábrica de Poemas "   em 20.01.2010.

20 comentários:

Anônimo disse...

Iane, sou Rubo Medina. Conheci vc lá no Poetas Alados. Queria lhe fazer um convite: conhecer o saite Canto do Escritor. Lá tem um lugarzinho reservado para todo tipo de talento. E vc, querendo, pode abrilhantar mais as páginas.
Abraços, tô esperando, ok.
Se quiser entrar em contato comigo por e-mail rubomedina@oi.com.br

Ianê Mello disse...

Olá, Rubo!

Obrigada pela visita.

Farei uma visita por lá, com certeza.

Se quiser, pode se tronar seguidor também, ok?

Um abraço

Adolfo Payés disse...

Que hermoso poema.. es un placer pasar a leerte siempre..

Un beso

Un abrazo
Con mis
saludos fraternos de siempre..

Marcelo Mayer disse...

foto e poesia sempre andam de mãos dadas

marinaCavalcante disse...

Belíssimo texto, moça!!!

Eu adorei!
E lembrei-me do que pensava
no final de semana passado...
quanto aos sorrisos que
involuntariamente damos ao
posarmos para uma foto.
Ás vezes, tão falsos, realmente.

"E o rosto se faz máscara
que o breve instante registra"

Muito bom! Parabéns e
um grande abraço!!!

Nilson Barcelli disse...

Ianê, gostei imenso do seu poema. Vc conseguiu passar para as palavras os sentimentos que a foto sugere. Parabéns.
Obrigado pela sua visita (acho que não lhe agradeci ainda...).
Beijos.

Felipe disse...

Esse final que ficou faltando algo... não sei... Senti que você terminou, mas não terminou ao mesmo tempo! ^^" Hehehe mas essa foto... com certeza jamais será esquecida! Sabemos muito bem disso... até bem demais! Hehehe ;-D Muito legal, né! Nossa estória é linda! ^_^

Ianê Mello disse...

Adolfo

Obrigada.

Un abrazo.

Ianê Mello disse...

Marcelo


Boa observação.


Obrigada pela visita.

Ianê Mello disse...

Obrigada, Marina!

Com certeza expressei um sentimento comum a todos nós.

E quem nunca ouviu a frase: "Olha o passarinho..." ao posar para uma foto e se viu obrigada(o) a sorrir, muitas vezes sem a mínima vontade?

Fico feliz que tenha gostado.

Grande abraço.

Ianê Mello disse...

Nilson,

obrigada pelo comentário.

Não precisa agradecer pela visita.

É sempre bom visitá-lo e ler seus belos poemas.

Beijos

Ianê Mello disse...

Lipe

Só faltava você por aqui, meu amigo.

Mas é claro que não terminou...muitos sorrisos ainda virão, uns falsos, outros não...rsrsrs

A vida continua...

Com certeza, os bons momentos estarão sempre na nossa memória( e nas fotos)...rsrsrs

E a nossa amizade...nem preciso falar, né?


;)


Beijão

Akhen disse...

Ianê

Passei, porque vi seu comentário noutro blogue.

A fotografia foi vc. que bateu? O quadro foi vc. que pintou?
Eu sei que foi e está lindo. Nós sabemos que é assim. Custa quando batemos de frente com uma realidade
que antecipadamente conhecemos.
Quantos sorrisos ficam perdidos na poeira do tempo?
Quantas fotos não são mais que simplesmente fotos que nem recordações chegam a ser.
Vou voltar.
Se quiser pode ir a http://akhen-navegandonaspalavras.blogspot.com.
Não tem nada de jeito, mas como digo no primeiro post do blogue, apenas escrevo porque me dá prazer.

Paz e Luz no seu caminho

dade amorim disse...

Muito sensível, seu texto.
Obrigada por sua presença no Inscrições, viu?
Beijo com carinho.

Ianê Mello disse...

Dade

Agradeço de igual forma sua presença aqui e seu comentário.

Grande beijo.

Érico Cordeiro disse...

Cara Ianê,
Um belo poema. Quantas coisas podemos guardar em nossas gavetas da memória...
Abraços fraternos!

Yaya disse...

"O sorriso estampado no rosto que a foto captura num flash ao desatento pode enganar..."
Realmente mãe,com isso eu concordo plenamente...
Isso é fato!!!!
Podemos enganar mesmo...
Podemos estar infelizes e sorrir para uma foto,claro que no seu caso maquiada,toda produzida,mas na foto não mostra a verdadeira essência...Você está mascarada...

IVANCEZAR disse...

Muito profundo !
Há um conteúdo instigante
que desafia o leitor a ir
além ...
Gostei muito. Receba meu elogio, inclusive a voce que nas fotos revela-se uma mulher bonita e de um sorriso meigo

Ianê Mello disse...

Yaya

Estou mascarada, filha?...

KKKKKKKKKKKKKKKKK

Gostei!

Beijinhos

Ianê Mello disse...

Ivan,

obrigada pela presença e comentário.

Um abraço.